Backup na nuvem: o que é?

Hoje em dia, a maioria das informações podem ser encontradas online. E com isso, cada vez mais as empresas estão utilizando a nuvem para armazenar as informações privadas e essenciais com segurança e praticidade.

Muitas vezes, as empresas não utilizam serviços que guardem as suas informações na nuvem. Elas acabam deixam os seus arquivos em locais não seguros que, além de deixá-los vulneráveis, correm o risco de serem perdidos para sempre se algo der errado.

O backup em nuvem é extremamente importante para manter os documentos a salvo de interrupções de sistema, problemas com os equipamentos, arquivos corrompidos, vírus, hackers que queiram roubar as informações, e por aí vai.

Mas, o que realmente é essa nuvem? Vale mesmo a pena armazenar os seus arquivos nela? Nesse artigo explicaremos para você o que é porquê de você precisar de uma nuvem para fazer o backup.

O que é

A nuvem é uma tecnologia que foi estruturada para que as empresas possam acessar serviços em locais remotos. Ela é excepcionalmente importante para o funcionamento das empresas. Visto que o serviço remoto de acesso às informações independe de uma máquina específica.

Limitar a sua empresa a um local só, além de perigoso é um tiro no próprio pé. Todos os equipamentos eletrônicos estão sujeitos a alterações climáticas, defeitos técnicos, entre outros problemas sérios que poderão causar uma grande dor de cabeça e até prejuízo.

A liberdade e segurança proporcionada pela nuvem é uma só, mas existem 3 tipos de nuvens para você escolher a sua favorita. As nuvens podem ser públicas, privadas e híbridas. Segundo o site da Microsoft, as definições de cada uma são:

·         Públicas

“As nuvens públicas são a maneira mais comum de implantar a computação em nuvem. Os recursos de nuvem (como servidores e armazenamento) pertencem a um provedor de serviço de nuvem terceirizado. São operados por ele e entregues pela Internet. Com uma nuvem pública, todo o hardware, software e outras infraestruturas de suporte são de propriedade e gerenciadas pelo provedor de nuvem. Em uma nuvem pública, você compartilha os mesmos dispositivos de hardware, de armazenamento e de rede com outras organizações ou “locatários” da nuvem. Você acessa serviços e gerencia sua conta usando um navegador da Web. As implantações de nuvem pública geralmente são usadas para fornecer email baseado na Web, aplicativos de escritório online, armazenamento e ambientes de desenvolvimento e teste.”

·         Privadas

“Uma nuvem privada consiste em recursos de computação usados exclusivamente por uma única empresa ou organização. A nuvem privada pode estar localizada fisicamente no datacenter local da sua organização ou pode ser hospedada por um provedor de serviços terceirizado. Mas em uma nuvem privada, os serviços e a infraestrutura são sempre mantidos na rede privada e o hardware e o software são dedicados unicamente à sua organização.

Dessa forma, com a nuvem privada é mais fácil para que a organização personalize seus recursos a fim de atender a requisitos de TI específicos. As nuvens privadas geralmente são usadas por órgãos governamentais, instituições financeiras e outras organizações de grande porte com operações críticas para os negócios, que buscam melhorar o controle sobre seu ambiente. ”

·         Híbrida

“Geralmente chamadas de “o melhor dos dois mundos”, as nuvens híbridas combinam a infraestrutura local. Ou seja, as nuvens privadas, com as nuvens públicas, permitindo que as organizações aproveitem as vantagens de ambas as opções. Em uma nuvem híbrida, dados e aplicativos podem ser movidos entre as nuvens públicas e privadas.

O que oferece maior flexibilidade e mais opções de implantação. Por exemplo, você pode usar a nuvem pública para necessidades de volume grande e segurança mais baixa, como email baseado na Web. E usar a nuvem privada (ou outra infraestrutura local) para operações confidenciais críticas, como relatórios financeiros. Em uma nuvem híbrida, o “cloud bursting” também é uma opção. “Cloud bursting” ocorre quando um aplicativo ou recurso é executado na nuvem privada até que haja um pico de demanda (por exemplo, um evento sazonal como compras online ou envio de impostos). E, nesse ponto, a organização pode “estourar” para a nuvem pública para fazer uso de recursos de computação adicionais. ”

Importância

Os serviços de backup são seguros e mantém todos os dados criptografados durante todo o processo de armazenamento dos arquivos. Todas as nuvens têm as suas vantagens, o que não se pode é ficar sem uma nuvem.

Hoje em dia, com a convergência digital seus arquivos são bens extremamente preciosos. Por isso mantê-los em segurança é crucial para o sucesso da sua empresa.


Se ficou com alguma dúvida, ou deseja ter a sua nuvem, contate-nos e comece já a proteger os seus arquivos.



Deixe uma resposta