Erros mais comuns em uma entrevista de emprego

Nada de nervosismo! Saiba quais os erros mais comuns em uma entrevista de emprego e como evita-los!

As vezes estamos tão necessitados por um emprego que não pensamos nas nossas atitudes durante a entrevista. E pior: pensamos que estamos indo bem. Os erros mais comuns em uma entrevista de emprego são, justamente, imperceptíveis, num primeiro momento.

Nesse processo, podemos acabar trocando a autovalorização pela arrogância. A vontade de falar pela ansiedade. E esquecemos de não falar tanto assim do antigo ou atual emprego.

Fizemos uma seleção com os 10 erros mais comuns em uma entrevista de emprego. Será que você comete, ou cometeu, algum desses?

  1. Despreparo
  2. Problemas em se comunicar
  3. Falar descontroladamente
  4. Informações duvidosas
  5. Falar mal do antigo ou atual emprego
  6. Vestimenta inadequada
  7. Não desgrudar do celular
  8. Falar muito pouco
  9. Responder mal às perguntas
  10. Contar tudo sobre sua vida

1. Despreparo

O quanto você sabe sobre a empresa em que está tentando entrar?

Esse é um ponto interessante. E que muita gente não o faz antes da entrevista. Em algumas situações, pode ser essencial para a contratação.

Claro, agências de emprego costumam não contar onde será a entrevista. O que, obviamente, é um erro. Deixa o entrevistado totalmente desguarnecidos de informações relevantes para o processo.

Porém, já que sabe, que tal dar uma olhada? Pesquise nas redes sociais ou no site da empresa. Olhe o que é feito, veja a história dela. Se possível, anote algumas informações importantes.

No momento da entrevista, isto pode ser essencial. Afinal de contas, você não quer entrar em uma saia justa logo na entrevista, não é?

2. Problemas em se comunicar

Já parou para pensar na forma como você está falando?

No momento da entrevista, alguns vícios de linguagem podem sobressair. E, em lugares mais formais, isso pode ser muito ruim.

Evite contrações coloquiais, como “pra”, “pro”. Assim como as gírias. Nem sempre elas caem bem.

E, por favor: NADA DE PALAVRÕES. Uma entrevista de emprego, por mais informal que seja, não é lugar para isso.

3. Falar descontroladamente

Você é do tipo de pessoa que não para de falar?

Falar de si mesmo é bacana. E é um dos pontos interessantes nas entrevistas de emprego. Falaremos mais profundamente sobre isso nos próximos pontos.

Podem, não é interessante que você fale o tempo todo. Nenhum entrevistador vê com bons olhos quem não o deixa sequer explicar as características da vaga.

Ficar interrompendo a fala do entrevistador também não é interessante. Caso queira completar a fala, tudo bem (ainda que se precise ter cuidado com isso). Mas não é bem visto que hajam interferências nas falas dos outros.

4. Informações duvidosas

Você tem como provar todas as coisas que constam em seu currículo?

Mentir é um dos erros mais comuns em uma entrevista de emprego. E é reprovação na certa.

Adicionar fluência em idiomas ao currículo é sempre bem visto. Afinal, profissionais bilíngues recebem 66% a mais que os não-bilíngues. Porém, mentir é imperdoável.

Imagine que, durante a entrevista, o entrevistador te faz uma pergunta em espanhol. Porque você adicionou fluência em espanhol no currículo. E você não entende bulhufas do que foi dito.

Cursos também precisam dos certificados. Presenças em palestras, conferências, workshops, a mesma coisa.

Um bom portfólio, é sim, uma arma para conseguir aquele emprego desejado. Mas, somente, se for real.

5. Falar mal do antigo ou atual emprego

O que é interessante falar sobre seu antigo ou atual emprego?

Não é bacana falar mal das suas experiências passadas. Até porque, muitos empresários são amigos ou conhecidos.

Por maiores que sejam ou foram os problemas, evite comentar sobre eles. Fale sobre sua atuação. As atividades exercidas, as responsabilidades, etc.

Controle os ânimos quanto a isso. Afinal, a intenção é conseguir o emprego, não ser dispensado.

6. Vestimenta inadequada

Antes de sair de casa para a entrevista, você checou seu look?

Pense no seguinte: para onde você iria vestido assim? Se a primeira resposta não for “entrevista de emprego”, mude sua vestimenta.

A forma como nos vestimos e gesticulamos diz muito sobre nós. Claro, há situações e situações. Empresas sem um dress code tendem a não dar tanta importância para a vestimenta.

Porém, em lugares formais, a coisa é diferente. Escritórios de contabilidade e advocacia, por exemplo, possuem um padrão de vestimenta. Então, nada de bermudas e camisas de times de futebol.

7. Não desgrudar do celular

Você é do tipo que não larga o celular?

Isso pode ser um problema. Seríssimo. Ficar muito tempo no celular mostra um desleixo, desrespeito. E falta de vontade de estar ali.

Antes de entrar na entrevista, deixe o aparelho no silencioso. Evite responder mensagens no Whatsapp ou ficar no Facebook. A menos, claro, que seja algo extremamente importante.

Você pode usar o celular para apresentar algum material seu interessante. ou conferir, rapidamente, uma informação.

Porém, deixe a procrastinação para fora da entrevista.

8. Falar muito pouco

É do tipo de pessoa que não fala quase nada?

Se já é um problema falar demais, o outro extremo também. A timidez pode fazer o entrevistador pensar que a pessoa é desinteressada.

Tente controlar a timidez. Respire fundo e mantenha a calma. Fale o que tiver segurança.

Mas não fique calado o tempo inteiro. Uma entrevista de emprego é uma conversa, não um monólogo.

9. Responder mal ás perguntas

Você anda bem informado?

Em muitas situações, a entrevista pode deixar o caráter mais profissional. E se tornar num bate-papo. Essa é uma das estratégias para conhecer o candidato.

Porém, nem sempre temos propriedade sobre tudo. E não há qualquer problema nisso.

Aqui, vale a sinceridade. É melhor deixar claro que não sabe tanto sobre algo do que arriscar e errar. Ganhe pontos sobre o que sabe, e não perca tentando mostrar que sabe o que, na verdade, não sabe.

10. Contar tudo sobre sua vida

O quanto é interessante falar sobre seu ambiente particular?

O foco das entrevistas de emprego, no fim das contas, é conhecer o profissional. Saber como aquela pessoa pode se adequar a empresa.

E ficar falando o tempo inteiro de sua vida particular é um dos erros mais comuns em uma entrevista de emprego.

Se considerar que é relevante – e houver espaço para tal – não é errado contar algo. Mas deixe o pessoal um pouco distante da entrevista. Até porque, isto pode ser usado contra você em uma eventual contratação.

Dica bônus: o pós-entrevista

Saiu da entrevista, e agora?

Mostre sua cordialidade. Envie um e-mail agradecendo ao entrevistador. Mostre que gostou do momento e da conversa. E reforce, subjetivamente, seu interesse em integrar a equipe.

A cordialidade conta grandiosos pontos. Mostra compromisso, responsabilidade. E o pós-entrevista pode ser o diferencial entre você e os outros concorrentes.


Os erros mais comuns em uma entrevista de emprego são os que mais pesam. Você já cometeu algum? Deixe nos comentários suas experiências. E evite essas atitudes nas próximas entrevistas.



Deixe uma resposta