Licenciamento de software: como funciona.

Todo programa de computador possui uma licença de uso. E o licenciamento de software é o documento que define os limites de uso que um usuário pode ter em relação a um produto alheio.

O assunto pode parecer meio confuso. Mas quando se trata de escolher o melhor para a sua empresa é necessário entender tudo que está ao redor dele. Foi por isso que separamos algumas informações importantes para entender como funciona o licenciamento de software.

O que é um licenciamento de Software

Antes de qualquer coisa é preciso entender do que estamos falando. Como já foi dito, o licenciamento de software é o documento que define os limites de uso que um usuário pode ter em relação a um produto alheio.

Essas licenças elas delimitam quem será o usuário final. Elas dão o direito de uso a uma empresa, ou uma pessoa. Durante a confecção do documento, são definidos os parâmetros, as regras. É aqui que acontece a proteção contra a pirataria, se assim preferir.

A licença de software definirá as regras de cópias e alteração do código-fonte, também serão definidas as punições para quem descumprir as regras de utilização desse software.

O licenciamento também é responsável por delimitar a política de atualização, o suporte ao usuário e a garantia dos serviços prestados.

Todas essas vantagens são cedidas pelo licenciamento desse software. Mas ainda há quem deseje piratear o serviço. Pessoas que se aventuram nesse meio tendem a sofrer alguns riscos sérios, como:

  • Vulnerabilidade dos dados

    Os seus dados podem ser roubados por terceiros, e sua informações sigilosas estarem disponíveis para qualquer um. Caixas de diálogo solicitando seus dados, mesmo que pareçam reais, podem estar infectadas com algo trazido pelo software pirateado.

  • Desperdício de tempo

    As atualizações do software original chegam normalmente para você, pois isso é uma obrigação do donatário do software. Mas, quando você recorre a pirataria, os softwares para serem atualizados precisam passar por uma reinstalação, tomando assim um tempo mais que precioso de produção para a sua empresa.

  • Perda de credibilidade

    Se a sua empresa é uma empresa séria, ela não estará infringindo as leis com algo como um software. No momento que você dribla essas imposições, você está levando vantagens em cima de alguém. Essa vantagem ainda pode ser um grande prejuízo para a sua empresa, pois o vazamento de informações cruciais da sua empresa e dos funcionários pode acarretar em sérios problemas.

  • Suporte técnico

    O suporte técnico de um software te garantirá a resolução dos seus problemas em pouco tempo. Mas, a falta desse suporte acarretará em sérios problemas, visto que resolver os bugs do sistema sozinho, nem sempre será possível. E até que consiga resolver muito tempo já passou, e o seu tempo foi jogado fora.  

  • Ilegalidade

    Nenhum outro argumento sobre o pirateamento de Software deveria existir, pois a prática é crime, e ao fazer você se torna um criminoso. De acordo com a lei 9.609, de 1998, garante o pagamento de direitos autorais por propriedade intelectual, incluindo os programas de computadores. Quem é pego infringindo essa lei está sujeito a multa e a uma pena de reclusão que vai de 6 meses a 2 anos. Para quem faz cópias do programa e as comercializa, a pena pode ser ampliada.


E então, ainda tem alguma dúvida sobre o assunto? Comenta ai, que te ajudaremos nessa!



Deixe uma resposta