Profissões do futuro: conheça as 16 candidatas a este posto

Se o que fizemos a um segundo já é passado, o futuro é agora. A nossa realidade sofre intensas transformações intensas a cada instante. Assim como o mercado de trabalho. Separamos 16 candidatas ao posto de profissões do futuro.

Há uma série de mistérios e expectativas sobre o futuro do trabalho.

Não é difícil encontrar alguns mais irrealistas. Aquelas pessoas que, ao pensarem no amanhã, imaginam um cenário pós-apocalítico, algo parecido com Exterminador do Futuro.

Outros, pelo contrário, são mais otimistas com relação ao assunto. Veem nos avanços tecnológicos as oportunidades ideais para se reposicionar e crescer.

O fato é que as profissões não deixarão de existir no futuro. Elas, apenas, passarão por transformações. Algumas bem radicais.

Neste artigo, separamos 16 das principais apostas de profissões do futuro. Confere com a gente?

Detetive de dados

Já pensou em como seria se os dados pudessem ser investigados por um profissional específico. Um Sherlock Holmes digital? Esse será o detetive de dados.

Ele desvendará os mistérios por trás das informações em big data. Uma mistura de hacker com detetive.

Oficial de ética de sourcing

Um profissional focado em investigar se os negócios de uma empresa estão alinhados com o público-alvo. Desde as negociações mais complexas até os gastos indiretos.

Esse deve ser um profissional completo. Com conhecimentos em filosofia, sociologia, ética, gestão e administração.

Mestre em edge computing

A tecnologia ganha, novamente, espaço entre as profissões do futuro. Um profissional de edge computing deve ser o responsável por tomar conta das “fronteiras” da nuvem. Será ele quem fará a proteção perto da fonte de dados.

Por se tratar de algo extremamente complexo, essa deverá ser uma profissão bem exigente. Pessoas com doutorado na área, experiência em protocolos de internet e Internet das Coisas. Além disto, deve também saber projetar ambientes de computação.

Conselheiro de compromisso de saúde

Uma profissão mais voltada para a área de coaching. A diferença, aqui, é que a aplicação é pessoal. E voltada para pessoas com acesso a pulseiras inteligentes.

Por se tratar de uma profissão voltada para a saúde, nutricionistas e educadores físicos devem levar vantagem. Além disto, devem ser exigidas certificações de especialização para a função.

Analista de cybercidades

Este será um profissional de extrema importância no futuro. É ele quem garantirá o fluxo de dados pelas grandes estruturas digitais.

Além da análise de dados em analytics, deve ser um engenheiro digital com experiência em modelos enxutos de startup e circuitos eletrônicos.

Gerente de equipes humano-máquinas

Achou que as máquinas não estariam inseridas nas profissões do futuro? Pensou errado. Mas, talvez, não como imagina. O gerente dessas equipes criará ambientes para um melhor diálogo entre os homens e os robôs.

As áreas de psicologia e neurociência serão essenciais para esta função. Além, é claro, das avançadas especializações em ciência da computação. Conhecimentos em experiência do usuário e de interfaces devem ser exigidos.

Alfaiate digital

O mercado da moda deve se transformar no futuro. Os alfaiates digitais usarão ferramentas avançadas para maximizar a precisão das medidas das peças. O que proporcionará um design e caimento melhor das peças.

Além dos conhecimentos artísticos, tecnológicos e em moda, o faro comercial contará bastante.

Analista de quantum machine learning

O aprendizado das máquinas já é uma realidade. E a expectativa é que seja ainda mais aprimorado. Este profissional desenvolverá soluções para aprimorar o conhecimento e a velocidade destes sistemas.

Corretor de dados pessoais

Em um primeiro momento, deve ser fácil pensar que esta será uma profissão “ilegal”. Mas não será exatamente assim. Esse profissional usará os dados de um cliente para maximizar os ganhos dele em bolsas de dados.

Ter um perfil analítico e saber trabalhar sob pressão serão fundamentais.

Construtor de jornadas de realidade aumentada

Achou que suas milhares de horas jogadas na PSN não ajudariam em nada? Errou feio. Esta, talvez, seja a mais divertida das apostas para profissões do futuro.

Esse profissional desenvolverá ambientes completos em realidade aumentada. Para isto, deve contar com ampla experiência no desenvolvimento de jogos multiplayer e competitivos. Além de lidar bem com Microsoft HoloLens.

Facilitador de TI

Um profissional focado em desenvolver ambientes para outros profissionais. O facilitador de TI fará com que cada usuário personalize sua experiência nesses universos digitais.

Além dos claros conhecimentos em TI e engenharia da computação, administração e ciências naturais devem ser exigidas.

Gestor de desenvolvimento de negócios de inteligência artificial

Este será um supervendedor do futuro. Criará projetos e programas focados na comercialização de inteligências artificiais.

Além dos conhecimentos em machine learning, Internet das Coisas e computação em nuvem, deve ter tino para negociar com grandes corporações.

Walker/talker

Se sente solitário? Acredite, no futuro, não será diferente. Porém, uma das apostas de profissões do futuro será, justamente, um acompanhante virtual. Alguém que dará atenção através de plataformas digitais.

Não há uma especificação para esta vaga. Será algo bastante autônomo. Porém, é preciso ter uma certa facilidade em locomoção, caso necessário.

Técnico de saúde assistida por inteligências artificiais

Um profissional especializado em análises clínicas remotas. Ele quem monitorará os melhores tratamentos para os pacientes, através da tecnologia.

Além da base em saúde, as habilidades interpessoais serão importantíssimas nessa função.

Diretor de portfólio genômico

A biotecnologia também terá seus espaços garantidos. Este profissional criará estratégias para apresentar as modificações genômicas de produtos.

Além dos conhecimentos em genoma, comunicação, liderança e negociação serão bastante exigidos.

Coach de bem-estar financeiro

Esse será um profissional focado no aconselhamento de gestão financeira pessoal. É ele quem monitorará os projetos e atividades financeiras dos clientes.

Além das habilidades com finanças e gestão, deve possuir uma boa dialética. E entender de programação neuro-linguística.



Deixe uma resposta